印刷する
Partilhar

Estudo de Investidores Globais

Investidores excessivamente confiantes e a ajuda que pretendem: uma panorâmica do envolvimento

Uma noção desadequada sobre o que sabem de investimentos pode prejudicar os investidores no planeamento do seu futuro financeiro. No entanto, uma forte vontade de aprender e de procurar aconselhamento junto de profissionais da área financeira proporciona uma oportunidade ideal para o setor da gestão de investimentos se envolver com os consumidores.

12/09/2016

O Estudo da Schroders sobre Investidores Globais de 2016 mostra que os investidores em todo o mundo confiam convictamente nas suas próprias capacidades de investimento.

O estudo revela também um quadro de forte procura por aconselhamento financeiro em todo o mundo, onde os investidores ainda querem que as suas decisões de investimento sejam ratificadas por consultores profissionais.

Sobrestimar  o conhecimento sobre investimento 

Os consumidores continuam a mostrar um certo grau de autoconfiança nas suas próprias capacidades de investimento.

Este tem sido um traço comportamental bem identificado no investimento e noutras áreas do quotidiano em que, por exemplo, estudos separados associaram o excesso de confiança dos condutores a um número crescente de acidentes de trânsito.

A nossa pesquisa mostra até que ponto os investidores superestimam as suas competências, e destacamos as ramificações significativas que tal pode ter na riqueza durante a reforma.

Os consumidores confiam cada vez mais nos seus próprios planos de reforma e o nosso estudo sugere que ainda há uma lacuna significativa entre o que eles pensam que sabem e o que eles realmente sabem.

O Estudo da Schroders sobre Investidores Globais de 2016 revelou que:

  • Apenas 13% dos investidores globais admitiram ter um conhecimento inferior à média em matéria de investimentos.
  • Mais de metade (51%) dos investidores inquiridos globalmente pela Schroders descreveram-se como tendo mais conhecimento do que o investidor médio – sugerindo excesso de confiança.
  • 18% das mulheres admitem ter um conhecimento inferior à média sobre investimentos, em comparação com 11% dos homens.
  • No entanto, 63% dos investidores a nível global não identificam corretamente o que uma empresa de gestão de investimentos faz.

Estas conclusões são por si só uma preocupação, mas o estudo também conclui que os investidores tinham expectativas irrealistas de rendimento, que pode levar a escassez de recursos financeiros significativos numa fase posterior da vida.

Um grito de ajuda

Para contradizer essa confiança nas suas capacidades de investimento surge a necessidade dos investidores ratificarem previamente as suas decisões de investimento junto de um profissional financeiro.

Apesar das melhorias tecnológicas e do surgimento de "conselheiros-robô", ferramentas digitais que fazem perguntas sobre riscos e objetivos individuais antes de os investimentos serem feitos online, parece que os investidores ainda procuram a interação humana.

  • Metade (50%) dos investidores globais dizem que pretendem consultar um consultor financeiro na próxima vez que tomarem uma decisão de investimento.
  • Os "Millennials" (51%), ou geração do milénio, são mais propensos a consultar um consultor financeiro do que aqueles com idades a partir dos 36 anos (49%).
  • As mulheres (54%) são mais propensas a consultar um consultor financeiro antes de fazer um investimento do que os homens (47%)

Tal significa que ainda há uma oportunidade para o setor da gestão de investimentos para se envolver com uma geração que está declaradamente desiludida com as grandes empresas.

Vontade de aprender

Felizmente, os investidores mostram uma vontade salutar em aprofundar os seus conhecimentos sobre investimentos.

O Estudo da Schroders sobre Investidores Globais de 2016 revelou que:

  • 89% dos investidores disseram globalmente que queriam saber mais sobre investimentos
  • 94% dos millennials disseram que queriam aprofundar de alguma forma os seus conhecimentos sobre investimentos
  • 91% das mulheres queriam aprofundar de alguma forma os seus conhecimentos sobre investimentos, em comparação com 88% dos homens

Os investidores preferem falar tendencialmente com um consultor financeiro para aprofundar os seus conhecimentos sobre investimentos. Dito isto, a abordagem feita pelo próprio está igualmente a ganhar popularidade.

  • 43% dos investidores dizem que gostariam de falar com um consultor financeiro para aprofundarem os seus conhecimentos sobre investimentos.
  • 42% dos investidores gastaria mais tempo na sua própria pesquisa através de sites financeiros independentes
  • 36% consultaria manuais e tutoriais na internet

Qualquer aumento dos investimentos feitos pelo próprio é, naturalmente, bem-vindo - desde que os consumidores estejam a ficar mais esclarecidos e a envolverem-se com as suas finanças.

O nosso estudo sugere, no entanto, que alguns aspetos do conhecimento do consumidor permanecem relativamente insuficientes.

É difícil, por exemplo, estar confiante sobre o que as pessoas sabem e percebem dos seus investimentos se relativamente poucos conseguem identificar o papel de um gestor de investimentos e o de um consultor, seguradora ou banco de investimento.

Continua a haver umas quantas gerações, consideravelmente mais perto da reforma, com um domínio relativamente fraco do que são os investimentos e do que estes podem e não podem fazer por elas.

Para muitas pessoas, terem de gerir sozinhas os seus planos de pensões pode deixá-las amarguradas para resto da vida.

Pode testar os seus conhecimentos de investimento com a nossa ferramenta QI de rendimento, que irá revelar o seu desvio comportamental e fornecer sugestões úteis para capacitá-lo a tomar melhores decisões de investimento.

Para consultar o Estudo sobre Investidores Globais na íntegra e fazer uma visita infográfica interativa, vá a www.schroders.pt/gis ou descarregue o relatório completo em baixo.

Notas: Acerca do Estudo da Schroders sobre Investidores Globais 2016

A Schroders encarregou a Research Plus Ltd de realizar, entre 30 de março e 25 de abril de 2016, um estudo independente on-line de 20 000 investidores em 28 países no mundo inteiro, incluindo Austrália, Brasil, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Itália, Japão, Países Baixos, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos. Esta investigação define "investidores" como aqueles que investirão pelo menos 10.000 euros (ou o equivalente) nos próximos 12 meses e que fizeram alterações nos seus investimentos nos últimos cinco anos. Estas pessoas representam as opiniões de investidores em cada país incluído no estudo.

Informação Importante: Este documento tem apenas fins informativos e não pretende servir de material promocional, qualquer que seja o sentido. O documento não pretende ser uma oferta ou solicitação para a compra ou venda de qualquer instrumento financeiro. O documento não se destina a fornecer, e não deverá ser considerado como um aconselhamento contabilístico, jurídico ou fiscal, ou como uma recomendação de investimento. A informação é fiável mas a Schroders não garante a sua plenitude e precisão. Nenhuma responsabilidade pode ser aceite em caso de erros, factos ou opiniões. Os pontos de vista e a informação constantes do documento não devem servir de base para o investimento individual e/ou decisões estratégicas. O desempenho anterior não é um indicador confiável dos resultados futuros. O valor das ações e a renda podem cair ou crescer e os investidores podem não receber a quantidade originalmente investida. Emitido por Schroder Investment Management Limited, 31, GreshamStreet, London, EC2V7QA, I autorizada e regulada pela Financial Conduct Authority. Para sua segurança, as comunicações podem ser gravadas ou monitorizadas. Os dados de terceiros são detidos ou licenciados pelo fornecedor dos dados, não podendo ser reproduzidos ou extraídos e utilizados para qualquer outro fim sem o consentimento do fornecedor dos dados. Os dados de terceiros são fornecidos sem garantias de qualquer tipo. O fornecedor dos dados e o emitente do presente documento declinam qualquer responsabilidade relacionada com os dados de terceiros. O Prospeto e/ou www.schroders.pt contêm exonerações de responsabilidade adicionais aplicáveis aos dados de terceiros.

Read the full report

8 pages | 340 kb

DOWNLOAD

Topics:

  • Global
  • Global Investor Study
  • Global Investor Study - Investor Engagement