Schroders supera R$ 1 bi em fundos de crédito no Brasil

A Schroders Brasil superou a marca de R$ 1 bilhão sob gestão em fundos de crédito no mercado brasileiro. A expansão da quantia sob gestão em fundos de crédito reflete a progressiva mudança de conjuntura, mais favorável para essa classe de ativo nos últimos meses.

“Agora, vemos um cenário positivo para se investir em crédito com diversificação e proteção”, disse o diretor comercial da Schroders Brasil, Fernando Cortez. “O momento é de retomada do crescimento dos fundos de crédito, com boa performance e forte demanda por parte dos investidores. Por isso, temos acelerado nossa expansão nesse segmento”, conta Cortez. “O fundamental nesse movimento é oferecer fundos de crédito com uma parcela da carteira diversificada, incluindo títulos de dívida latino-americanos e US Investment Grade, entre outros”.

Para o executivo, após um primeiro trimestre majoritariamente negativo em termos de fluxo para os fundos de crédito, começou a acontecer uma virada no segundo trimestre do ano, com boa parte dos fundos apresentando melhora na performance e a captação sendo retomada aos poucos. Segundo ele, o avanço pode ser atribuído à melhora do mercado em geral e do cenário econômico e monetário, com as perspectivas de aumento nos juros em um horizonte de 12 meses.

“Seguindo esse movimento de expansão no crédito, os nossos fundos vieram registrando gradual crescimento no dia a dia, até alcançarmos hoje a marca de R$ 1,3 bilhão. Isso ultrapassa em muito a nossa meta para o ano, o que é excelente, pois mostra a retomada do apetite dos investidores pela classe de ativo”.

No mundo, a Schroders gere aproximadamente US$ 200 bilhões em fundos de renda fixa e crédito, conta com nove centros de análise de crédito corporativo nos principais mercados internacionais e 40 analistas dedicados à análise das empresas. No Brasil, o foco é na gestão de fundos com alta qualidade creditícia. A Schroders já possui uma estratégia de crédito privado local que também tem exposição internacional, com foco em investment grade bonds do mercado norte-americano. E, até o fim deste ano, a gestora deve lançar uma nova estratégia.

Novo fundo de crédito diversificado

Aproveitando a integração entre os profissionais de gestão do Brasil e a equipe de mercados emergentes – que administra US$ 5 bilhões em crédito globalmente e tem vasta cobertura do mercado da dívida na América Latina –, a Schroders Brasil está em vias de lançar, até o fim de 2021, um novo fundo de crédito com parcela mais elevada de investimento internacional.

O Schroder Latam Bonds tem como diferencial a parcela de diversificação: aplicará 60% em títulos brasileiros e 40% em títulos da dívida de países da América Latina, buscando, assim, novas fontes de alfa, descorrelação e maior proteção contra riscos locais. Hoje, um dos quatro fundos da Schroders disponíveis aos investidores brasileiros já tem exposição a títulos norte-americanos, mas em percentuais menores (20% do portfólio). Este fundo, o Schroder Advisory XP Seguros FI RF Previdenciário Crédito Privado, registra uma das melhores performances dos fundos de crédito na plataforma da XP e acumula patrimônio líquido superior a R$ 100 milhões. Todos os fundos de crédito da Schroders Brasil envolvem um processo de investimento robusto, combinando análise fundamentalista, integração ESG e forte gestão de risco, seguindo as práticas globais de governança da empresa. 

O novo fundo terá investimento mínimo de R$ 5 mil, será voltado a investidores qualificados e poderá ser encontrado nas principais plataformas.

“Nosso objetivo é sempre trazer produtos inovadores para o mercado brasileiro, utilizando nossa estrutura internacional como suporte para fundos diversificados, além da capacidade de gestão dos nossos analistas e gestores locais, que têm ampla experiência no mercado nacional”, disse Daniel Celano, CFA, diretor-presidente da Schroders Brasil. “O setor de crédito tem atraído a nossa atenção e os nossos investimentos. Temos planos de expansão no volume gerido, bem como na equipe de gestão e análise, baseada no escritório de São Paulo, buscando o melhor resultado para os nossos clientes. O lançamento desse novo produto em crédito é uma evidência desse compromisso”, afirmou.

Em junho, a Schroders Brasil anunciou a contratação de um novo Head de Crédito Privado, Daniel Palaia, CGA, PhD, para reforçar a atuação da gestora no segmento.

Sobre a Schroders Brasil

A Schroders é uma gestora global de investimentos que combina expertise local e escala global. Com sede no Reino Unido, mais de 200 anos de história e 27 anos de Brasil, é uma das 20 principais gestoras independentes do país, concentrando-se em Renda Variável, Renda Fixa, Crédito Privado em investimentos no Brasil, e líder no segmento de Investimentos no Exterior, cobrindo diversos tipos de clientes, de instituições financeiras e consultores financeiros, a clientes institucionais e investidores individuais, através de distribuidores autorizados.

A Schroders Brasil é uma das cinco maiores gestoras investindo na bolsa brasileira (B3), com mais de R$ 27 bilhões sob gestão em ativos domésticos e internacionais, sendo R$ 4,4 bilhões o volume administrado de investidores brasileiros em fundos de renda fixa, multimercado, ações e ativos no exterior. Globalmente, a Schroders tem sob sua gestão US$ 967,5 bilhões, atuando em 37 localidades, com escritórios distribuídos por Europa, Américas, Ásia, Oriente Médio, África e Oceania.

Seus profissionais altamente qualificados são integrados em equipes internacionais, apoiadas por processos robustos de investimento, governança corporativa e soluções sob medida para os clientes. Inovação, pesquisa em investimento sustentável (ESG) e análise de Big Data são fatores importantes do processo de investimento da Schroders, como parte de sua constante busca pelos melhores resultados para seus clientes.

Informações à imprensa

InPress Porter Novelli

schroders@inpresspni.com.br

+55 11 4871-1457 / 4871-1458