In focus

Por que o investimento sustentável pode gerar melhores retornos e resultados


Combinar rentabilidade com sustentabilidade não é apenas uma possibilidade. Acreditamos que investir de maneira sustentável proporciona uma geração de retorno mais resiliente, segura e confiável.

Muitas coisas mudaram para os investidores no mundo pós-Covid-19, mas as necessidades de rentabilidade não mudaram. Os investidores ainda desejam um rendimento alto, estável e sem risco de ser prejudicado por cortes de dividendos ou por retornos persistentemente baixos.

Acreditamos que o rendimento deve ser sustentável nos dois sentidos da palavra: em termos de horizonte de tempo e do ponto de vista ambiental, social e de governança (ESG, na sigla em inglês).

Claramente, o ambiente em que os investidores estão operando mudou. Também mudaram as ferramentas que eles usam. Precisamos examinar mais do que apenas métricas financeiras para avaliar a provável estabilidade de fluxos de rendimento futuros. O risco de retornos menores em todas as classes de ativos aumentou, e há evidências de que uma abordagem sustentável pode ajudar a mitigar esse risco.

A diversificação dos investimentos pela adoção de uma abordagem multimercados pode reduzir a volatilidade dos rendimentos. No entanto, isso não é tudo que se pode fazer.

Muitos investidores estão preocupados com o risco de perdas, como mostra o gráfico abaixo. O rendimento dos títulos de dívida estão nas mínimas históricas e o retorno da renda variável pode ser impactado pela pressão dos governos para as empresas reduzirem o pagamento de dividendos.

Obstacles_to_stable_income.png

Portanto, precisamos fazer outras coisas para reduzir os riscos para gerar um fluxo de rendimentos sem sobressaltos. A consideração dos fatores ESG pode ajudar e, de fato, a recente crise demonstrou isso.

Até o final de maio, vimos 12,5% das empresas reduzindo ou suspendendo dividendos globalmente e nossa previsão é que essa tendência continue.

No entanto, as empresas líderes em sustentabilidade têm menos probabilidade de reduzir dividendos em comparação às empresas com pontuações baixas de sustentabilidade. Isso é mostrado no gráfico abaixo, em que comparamos a pontuação de sustentabilidade das empresas que cancelaram seus dividendos com a pontuação de sustentabilidade das empresas que mantiveram seus dividendos.

Cancelling_dividend_sustainability_scores.png

Essa divergência destaca a importância de práticas sustentáveis de negócios. As empresas sustentáveis costumam a ter uma política mais conservadora de pagamento de dividendos, tendem a operar com menos alavancagem e visam um crescimento mais forte a longo prazo, que beneficie todos os seus stakeholders, inclusive meio ambiente, governos, clientes, funcionários e comunidades.

Sustainable_leverage_levels.png

Não sabemos quanto tempo durarão os efeitos do Covid-19, mas sabemos que a questão da sustentabilidade não está desaparecendo.

Acreditamos que, por definição, é improvável que empresas insustentáveis proporcionem rendimentos consistentes e confiáveis, ou bons resultados para a sociedade como um todo.

Mesmo para os investidores que possam ter incertezas sobre o tema ESG, investir de maneira sustentável é atrativo para um fluxo de rendimentos estável.