Schroder ISF* Cidades globais

OPORTUNIDADE QUE NUNCA DORME. As cidades já geram mais de 80% do PIB mundial e o imobiliário dentro delas supera consistentemente as médias nacionais*. Com a migração urbana a aumentar, as cidades globais serão a força vital do crescimento económico. Invista para obter lucro com um propósito.

As Cidades Globais são locais onde as pessoas querem viver, trabalhar e divertir-se. As suas principais características são: infraestruturas sólidas, economias diversificadas, políticas ASG avançadas, mão de obra qualificada, qualidade de vida e cultura. Investir em ativos imobiliários nessas cidades dá exposição a uma gama diversificada de setores.

A urbanização é um tema poderoso de várias décadas

Espera-se que até 2050, cerca de 70% da população mundial (em comparação com 55% hoje) resida em áreas urbanas.

*Fonte: ONU, em maio de 2018

Saber quais são as cidades que irão beneficiar desta evolução demográfica significa, para os investidores, a possibilidade de aproveitarem as oportunidades certas. Investir em ativos imobiliários nessas cidades dá exposição a uma gama diversificada de setores (desde centros de dados, armazéns e casas pré-fabricadas a áreas convencionais, como escritórios, comércio e indústrias) e acesso a economias que devem superar as médias nacionais.

As Cidades Globais também oferecem uma solução para combater as mudanças climáticas. Com dois terços das emissões de carbono focadas nas cidades, a transição para zero emissões líquidas de carbono e o alcance das metas estabelecidas no Acordo de Paris exigiriam que as mudanças fossem feitas primeiro nessas cidades que são apoiadas por políticas de sustentabilidade. Um exemplo claro do impacto que as cidades podem causar é visto na C40, uma rede de megacidades do mundo que estão empenhadas na abordagem das mudanças climáticas.

As bases dessas cidades assentam em políticas excecionais de sustentabilidade, infraestruturas sólidas, economias diversificadas, mão de obra qualificada e elevada qualidade de vida. Elas atraem os melhores talentos do mundo, que contribuem para o crescimento económico contínuo.

As Cidades Globais são aquelas que captam a atenção e o investimento do mundo, são hubs internacionais para indivíduos e empresas. É nessas cidades que encontrará universidades e empresas de classe mundial - com os governos a trabalhar arduamente para garantir que continuem a prosperar.

Portfolio managers

Global Listed Real Assets

Tom Walker
Co-Head of Global Listed Real Assets
Hugo Machin
Co-Head of Global Listed Real Assets

Analysts

Global Real Estate Securities, Global Listed Real Assets

Jon Consolo
Equity Analyst, Global Real Estate Securities
Ryan Bennett
Securities Analyst, Real Estate
Ben Forster
Equity Analyst, Global Real Estate
FitchRatingsIMQRExcellent

Fitch Ratings Excellent (as at 16 June 2021)

Square Mile Responsible A

Square Mile Investment Consulting and Research - Responsible A

Towards Sustainability

Febelfin Towards Sustainability

Fitch Ratings Excellent (em 16 de junho de 2021)

Durante 2021, o fundo Global Cities foi sujeito a avaliações de sustentabilidade de várias partes. Esta análise evidencia o rigor e o foco extensivo que aplicamos nesta área crucial.

Em abril, o fundo recebeu a acreditação Belgium Febelfin Towards Sustainability, o que significa que adere aos mais altos padrões de qualidade para produtos financeiros sustentáveis e socialmente responsáveis.

Em outubro, o fundo recebeu uma classificação ‘Responsável com notação A’ da Square Mile Investment Consulting and Research. O relatório afirmou que “as considerações ASG estão profundamente enraizadas em todo o processo de investimento, com os gestores a procurar investir em ativos imobiliários sustentáveis que permitam à sociedade atender às suas necessidades presentes sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atender às suas”.

'- Risco de capital: Como o fundo tenciona pagar dividendos independentemente dos resultados obtidos, um dividendo poderá representar uma receita de parte do montante que investiu.

- Risco cambial: O fundo pode perder valor como resultado de movimentos nas taxas de câmbio.

- Risco de derivados: Os derivados podem ser utilizados para gerir a carteira de forma eficiente. Um derivado poderá não ter um desempenho conforme esperado, poderá gerar perdas superiores ao respetivo custo e resultar em perdas para o fundo.

- Risco de mercados emergentes & fronteiriços: Os mercados emergentes, e especialmente os mercados fronteira, estão geralmente sujeitos a um maior risco político, jurídico, de contraparte, operacional e de liquidez do que os mercados desenvolvidos.

- Risco IBOR: A transição dos mercados financeiros afastando-se da utilização das taxas interbancárias (IBOR) para taxas de referência alternativas pode afetar a avaliação de determinadas participações e afetar a liquidez em certos instrumentos. Tal pode afetar o desempenho de investimento do fundo.

- Risco de liquidez: Em condições de mercado difíceis, o fundo poderá não conseguir vender um título pelo valor integral ou mesmo por qualquer valor. Isto poderá afetar o desempenho e fazer com que o fundo adie ou suspenda os resgates das suas ações.

- Risco operacional: Os processos operacionais, incluindo os relacionados com a custódia de ativos, poderão falhar. Tal poderá resultar em perdas para o fundo.

- Risco de desempenho: Os objetivos de investimento expressam um resultado pretendido, mas não há garantia de que tal resultado seja alcançado. Dependendo das condições de mercado e do ambiente macroeconómico, os objetivos de investimento podem tornar-se mais difíceis de alcançar.

- Risco imobiliário e patrimonial: Os investimentos imobiliários estão sujeitos a uma variedade de condições de risco, como condições económicas, mudanças nas leis (por exemplo, ambientais e de ordenamento) e outras influências no mercado.

- Risco de investimento sustentável: O fundo aplica critérios de sustentabilidade na seleção de investimentos. Este foco de investimento pode limitar a exposição a algumas empresas, indústrias ou setores e o fundo pode renunciar a oportunidades de investimento, ou alienar certas participações, que não se alinhem com os critérios de sustentabilidade escolhidos pela sociedade gestora de investimentos. Como os investidores podem ter opiniões divergentes sobre o que constitui sustentabilidade, o fundo pode investir em empresas que não reflitam os valores de nenhum investidor em particular.

- Risco de mercado: O valor dos investimentos pode aumentar ou diminuir e um investidor pode não recuperar o montante originalmente investido.

Gostaríamos de informá-lo de que a designação do Schroder Investment Management (Luxembourg) S.A. ("SIM Lux") mudou para Schroder Investment Management (Europe) S.A. ("SIM Europe") em 27 de junho de 2018.

Para mais informações consulte a Carta aos Acionistas.

Schroder International Selection Fund é referido como Schroder ISF neste website.

Schroder Alternative Solutions é referido como Schroder AS neste website.

© Copyright 2020 Schroder Investment Management (Europe) S.A.