Schroders na Mídia

Valor Econômico – Sustentabilidade: o novo normal nos investimentos - Abril 2019

Daniel Celano, CEO da Schroders Brasil, aborda o crescimento da questão da sustentabilidade na vida das pessoas. E dentro deste conceito, o mercado utiliza o termo ESG (Environmental, Social and Governance) para tratar dos fatores que tendem a agregar valor a ativos financeiros. São empresas que demonstram evolução na valorização de princípios éticos e na adoção de medidas e recursos que indiquem cuidados com ambiente, interação equilibrada com a sociedade e boa governança na gestão de negócios. 

Schroders na Mídia

Valor Econômico – Mais cautela- Abril 2019

O principal fator de risco do momento é interno, na visão dos gestores. Já o cenário externo é visto como relativamente tranquilo e favorável para que o país atravesse esse período de reformas sem dificuldades adicionais. "O cenário é positivo para os emergentes e para o Brasil", considera Huang Seen, responsável pelas operações de renda fixa da Schroders. Isso porque o Banco Central americano não deve aumentar as taxas de juros neste ano, e ainda porque se reduziram os temores sobre a intensidade da guerra comercial entre Estados Unidos e China.

Schroders na Mídia

Infomoney – Schroders se prepara para volatilidade com fim de 'lua de mel' – Abril 2019

A Schroders, que tem mantido uma perspectiva positiva para as ações brasileiras, está reconsiderando sua estratégia de investimento em meio à tramitação da reforma da Previdência. A empresa considerou aumentar a sua posição overweight, mas decidiu esperar devido a recente turbulência política. Agora, a Schroders está adotando uma postura mais seletiva, buscando oportunidades em setores como consumo discricionário e setor financeiro não-bancário, disse Pablo Riveroll, chefe de ações para América Latina da Schroders.

Schroders na Mídia

Exame – Investidores estrangeiros já previam ruído político no Brasil – Março 2019

Os mercados ainda estão precificando a aprovação da reforma da Previdência, embora com muito ruído e alguma diluição. “Bolsonaro abalou, mas não quebrou a credibilidade com os investidores”, disse Jim Barrineau, chefe de dívida de mercados emergentes da Schroders.

Schroders na Mídia

Revista Exame - Os sete pecados da Vale que levaram à tragédia de Brumadinho  – Março  2019

A gestora global Schroders, que tem 600 bilhões de dólares sob gestão e investe parte desse montante em papéis da Vale, além dos relatórios da administração, consulta mídias sociais e estudos de consultorias independentes para montar sua carteira. “Temos um diálogo constante com os executivos das empresas, mas é difícil ter esse contato direto com todas as comunidades”, afirma Andrew Howard, responsável pelas pesquisas de sustentabilidade da Schroders, em Londres.

A gestora está, no momento, reavaliando a continuidade da alocação em papéis da Vale. “Continuar ou não dependerá da capacidade da diretoria em fazer o que é correto em termos de gestão e o que isso representa em números”, diz Daniel Celano, presidente da Shroders no Brasil.

Schroders na Mídia

Valor Econômico - Schroders espera previdência mais tímida  – Março 2019

A equipe da gestora Schroders no Brasil trabalha com um cenário de aprovação da reforma da Previdência neste ano, mas prevê uma revisão de regras da aposentadoria pública menos ambiciosa do que aquela que o governo estima. Para Daniel Celano, executivo-chefe da subsidiária do grupo inglês no Brasil, a economia para as contas públicas deve limitar-se a algo entre R$ 600 bilhões e R$ 800 bilhões, aquém do R$ 1,1 trilhão almejado pelo governo do presidente Jair Bolsonaro para um período de dez anos.

Schroders na Mídia

Seu Dinheiro – Bolsa segue atrativa com nova Previdência e lucro das empresas em alta, diz gestora Schroders – Março 2019

Com quase US$ 600 bilhões (R$ 2,3 trilhões) sob gestão, a gestora britânica Schroders vislumbrou uma oportunidade de entrada na bolsa brasileira no início de 2016, quando falar em investir no país era quase um palavrão no meio financeiro. Passados três anos, a gestora avalia que as ações brasileiras seguem atrativas em relação às de outros países emergentes. A avaliação se baseia na perspectiva de crescimento dos lucros das empresas listadas, que deve ficar em 18% neste ano mesmo com a economia ainda em ritmo lento.

Schroders na Mídia

Valor Econômico – Crédito privado: oportunidades em 2019 - Janeiro 2019

Para Daniel Celano, da Schroders Brasil, o mercado de emissões deve continuar promissor em 2019. A demanda por crédito continua alta, ao mesmo tempo em que as organizações podem realizar projetos diante da melhora da economia.

Schroders na Mídia

Thomson Reuters – Análise: Bolsa brasileira interessa a estrangeiro, mas governo precisa mostrar serviço - Janeiro 2019

O gestor Pablo Riveroll, chefe de renda variável para América Latina na Schroders, afirma que o Brasil é um dos mercados mais atraentes em relação ao restante dos mercados emergentes; tem uma recuperação doméstica cíclica que é relativamente independente do crescimento global e, além disso, os preços ainda são atraentes apesar do bom desempenho do mercado.

Schroders na Mídia

Citywire Americas – Schroders Brazil to expand team and fund range - Janeiro 2019

De acordo com Daniel Celano, presidente-executivo da Schroders Brasil, a companhia está ampliando sua gama de produtos e planejando pelo menos uma contratação à medida que continua expandindo na maior economia da América Latina. A companhia visa adicionar um gerente de vendas para o segmento intermediário no primeiro trimestre.

Schroders na Mídia

Valor Econômico – Schroders amplia oferta com fundo de crédito privado - Janeiro 2019

Com a crescente demanda por fundos de renda fixa do setor privado nos últimos meses, a Schroders aumentou a lista de gestoras que terão um fundo de dívida corporativa 100% dedicado. A subsidiária local da empresa britânica trouxe Leandro Trielli, que estava na área de estruturação de dívidas e empréstimos sindicalizados do Santander.

Schroders na Mídia